O resgate

A vida é cíclica. Todos sabemos disso. Existem sim momentos (não lembro exatamente a contagem do tempo) que precisamos parar e olhar para trás. Rever o que passou. O que deixamos pelo caminho. O que nos acompanha até hoje. Alguns chamam a isso de crise. Outros, reflexão. Prefiro chamar de resgate. Estou num desses momentos. Talvez de forma mais intensa porque percebo que tenho realmente feito este resgate de planos futuros que haviam ficado para trás no meio do caminho. Parece que enquanto a gente cresce, deixa coisas pelo caminho. Precisa? Bem, o fato é que mesmo sem saber, fazemos isso o tempo todo. Sonhos de infância são como migalhas de pão. Se dermos sorte conseguimos voltar de onde saímos sem que os passarinhos tenham comido toda a nossa trilha. Eu tenho encontrado algumas delas no caminho de volta. Dar passos para trás, acredite, é libertador. E olhando assim o caminho de volta parece que ele sempre esteve ali. Mas o horizonte é tão enigmático e se apresenta como uma aventura tão excitante que olhar o caminho que percorremos parece não fazer sentido. Não naquele tempo. Não naquela idade. Não da forma que se pode enxergar hoje. É que o tempo usa óculos. Nos faz ver em lentes de aumento coisas que nos pareciam tão pequenas. E assim, nos reapresenta aqueles sonhos antigos. E, como bom filósofo, nos pergunta: por que? por que deixá-los pelo caminho? Tal qual irmão mais velho, nos ajuda a catar as migalhas do caminho e nos leva de volta pra casa.


Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

©2015 por MIRELA MARTORELLI DE NOVAES

Orgulhosamente criado com Wix.com